terça-feira, 6 de abril de 2010

Bebida dos outros, é dos outros

O sujeito viajando de trem percebe um passageiro ao seu lado com uma garrafa. Esse passageiro leva essa garrafa à boca de 5 em 5 minutos. Ele observa aquilo pensando o que deveria conter esta garrafa de tão especial que o outro não parava de beber. Um dado momento o dono da garrafa se levanta e vai ao toalete, deixando a garrafa no banco.

O sujeito então se precipita sobre a garrafa e dá aquela golada, mas não sente gosto algum. Fica então mais intrigado ainda e quando o passageiro volta ele toma coragem e pergunta:
- Desculpe a indiscrição, mas o que senhor bebe nesta garrafa?

O que o outro responde:
- Nada, eu sou tuberculoso e só uso esta garrafa para cuspir.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...