terça-feira, 9 de março de 2010

A benção aos cavalos

Carlinhos é um viciado em corridas de cavalo. Numa tarde ele acaba sendo testemunha de um espetáculo inusitado: logo antes do primeiro páreo, no estábulo, um padre com seu hábito está benzendo o cavalo!

Carlinhos, intrigado, segue o cavalo de vista. Naturalmente, o que deveria acontecer acontece: o cavalo chega em primeiro!

Carlinhos segue então o padre antes do segundo páreo. Ele vai em outro estábulo e mais uma vez dá sua benção. Desta vez, Carlinho não perde tempo e corre à bilheteria para apostar algum dinheiro no protegido do padre. E mais uma vez o cavalo termina em primeiro!

Convencido de estar com o meio infalível de rolar no ouro, Carlinhos retira tudo que pode do caixa eletrônico. Ele segue o padre e anota o nome do cavalo abençoado. Ele aposta todas suas economias, mas com o coração alegre ele vê os cavalos disputando o páreo. Mas, surpresa! O cavalo no qual o Carlinhos depositou toda sua grana chega em último.

Depois de recuperar os sentidos, ele vai ver o padre. Ele conta então como ele o viu abençoar os dois cavalos e como ganharam os páreos, e como decidiu apostar tudo no terceiro cavalo abençoado pelo padre. E termina dizendo:

- O que eu não consigo explicar é por que sua benção não teve nenhum efeito sobre o terceiro cavalo...

- O problema com vocês, homens de pouca fé, - suspira o padre - É que vocês são incapazes de saber a diferença entre uma benção e a extrema unção.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...